Montevidéu ao alcance de seu bolso

Luís Pires *  Em tempos de dólar em alta, as viagens internacionais ficaram mais caras. Ainda assim é possível visitar Montevidéu, cuja paridade das moedas não é tão distante. A reportagem de Kalango esteve na capital uruguaia e apresenta cinco locais nos quais é possível se conhecer um pouco da cultura do nosso vizinho. Primeiramente…

Um cobertor e um saco de moedas

Maurício Andrade * Este ano vamos ter um dos invernos mais rigorosos que já tivemos aqui na Terra Brasilis, mas uma coisa eu garanto: não será pelo frio glacial. Li recentemente um pensamento que me assombrou, sobre a hipocrisia de doação de cobertores. Depois de doar seu cobertor, sua consciência, afinal, se tranquiliza. Você continua…

O medo que nos persegue

Éramos jovens, entusiasmadas com qualquer tipo de conhecimento literário que nos enriquecesse. Sonia Mara Ruiz Brown* Passamos, então, minha amiga e eu a assistir a discussões na Academia Paulista de Letras, nas noites de sexta-feira. Numa dessas ocasiões, depois de termos participado de um debate sobre Augusto dos Anjos, nos pusemos a caminho de casa….

São Paulo

Publicado originalmente em Kalango:
  Claudinei Nakasone Fotos: Luis Pires Canto a cidade das neblinas e dos viadutos minha cidade amante de futebol e vendedora de café Os aventureiros bigodudos como nas fitas da Paramount o Friedenreich pé de anjo e a bolsa de mercadorias as chaminés parturientes do Brás os quinze mil automóveis orgulhosos…

Aproveitando a onda do LED…

Texto e imagem, por Delta9* Aproveitando que o LED está na onda, vou regredir a pena… No rock cinquentista menciono uma tríada: Chuck Berry, Little Richard e Gene Vincent. A tríada do sessentista: The Beatles, The Rolling Stones e The Who (extremamente subestimado, creio). Anos 70? Deep Purple, Black Sabbath e Led Zeppelin. Pink Floyd,…

maria joana

Thiago Cervan o chocolate-verde ancestral adoça a manhã de preguiça junto com a cia das árvores de raízes profundas q erguem calçadas sem esforço. o aperitivo faz o estômago abrir a boca da fome e os olhos desejarem o formigamento da pele. línguas saltam do quarto da neblina q beija & saliva o crânio. &…

O cais, o Caos, o Cosmos

De onde viemos, para onde vamos? Asas estão tomadas e as tomadas, volta e meia, estão sem força. A culpa é da chuva que não vem, ou do índio, que não dança mais. Ou dança. Para saber por quem os sininhos dobram, batemos um papo sobre o Caos e Luis Pires sobrevoou o Rio de…

Sebastião Salgado

Mercedes Lorenzo * Quando você admira alguém pelo seu trabalho, pela sua produção artístico-cultural, no caso fotográfica… quando esse alguém consegue lhe inspirar na sua própria caminhada, num sentido de excelência e de humanidade, já é algo raro. Combinar isso com um caráter congruente, uma personalidade marcante e ao mesmo tempo de fala simples, com o…

Kalango #16

A concentração da mídia nas mãos de poucas famílias faz com que a informação chegue a milhões de pessoas, porém transformando-se rapidamente em pensamento único, capaz de gerar consenso e promover uma agenda comum. Nesse mundo mediado pelos meios de comunicação, como escapar da tirania dos media? É o que buscamos responder nessa edição que…

A moça morta

  Pedro Simão O estampido que ecoou sob as árvores da Praça da República fez surgir um quadro extasiante feito de luz, sombra, formas e movimentos. Expressionista. A multidão de aves que se lançou em revoada impressionava. Pássaros de todos os tipos, centenas deles, de tantos matizes, em vôos circulares, recortados sob a luz intensa…

Drama real rende bom filme

Luis Pires * Alguns filmes passam quase despercebidos nos cinemas, mas mereciam destino melhor. “As Sessões”, que chega agora às locadoras em versões DVD e Blu-Ray é um deles. O filme é baseado na história real de Mark O’Brien que, na década de 1950, contraiu poliomielite aos seis anos de idade, perdendo os movimentos do…

Intimidades

Mário Sérgio de Moraes Assim como os EUA bisbilhotam a vida dos brasileiros, eu também investigo os segredos deles. Através dos meus informantes – agencia PUM (Potents Unithe Merdes) – espiono suas intimidades: 1. A cada100 americanos na hora “h”, 78 pensam na mulher do vizinho. 2. A cada 100 americanas na hora “h”, 62…